Quando os excessos prejudicam os pacientes